PRF deflagra operação para combater roubos de cargas (Rio de Janeiro)



O aumento dos roubos de carga em todo o estado, com reflexos nas rodovias federais, levou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) a deflagrar a Operação Rota Segura, com objetivo de reforçar o policiamento e coibir o crescente número de casos. Serão realizadas operações em trechos, dias e horários específicos, com maior incidência de roubos de carga, durante o período de final de ano.


Somente este ano, entre janeiro e 31 de outubro, o Disque-Denúncia recebeu 865 denúncias sobre roubo de cargas. Nesse período, houve dois picos no número de denúncias. Um no mês de setembro com 148 denúncias e outro no mês de outubro, com 149 denúncias cadastradas.


Grupos de policiamento táticos da Baixada Fluminense e Região Metropolitana receberão reforços de policiais rodoviários federais integrantes de equipes especializadas de outros estados. As ações terão o apoio do Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF. Durante a operação, também haverá a utilização de equipes em motocicletas, que atuarão principalmente em horários com trânsito intenso e restrições de locomoção. O patrulhamento aéreo será realizado por dois helicópteros, com autonomia para alcançar até as divisas do estado em cerca de uma hora.


Além do planejamento operacional, estão previstas reuniões com representantes de empresas de logística e transportadoras para debate de medidas preventivas e protetivas. Segundo a PRF, por ser uma modalidade criminosa considerada muito rentável pelos assaltantes, em alguns casos milionária, envolve diversos aspectos que vão além do reforço no policiamento ostensivo, para redução das ocorrências.


Aumento do número de prisões


Nos dez primeiros meses deste ano, o número de prisões feitas pela PRF em decorrência de vários crimes, especialmente roubos de cargas em rodovias federais no estado aumentou 323% em comparação com o mesmo período de 2015, segundo levantamento da PRF. Foram 3.255 presos em 2016 e 769 no ano passado por crimes diversos mas principalmente roubo de cargas, tráfico de entorpecentes, assaltos a ônibus e capturas de foragidos da justiça. A maior parte dos casos ocorreu na Baixada Fluminense e na Região Metropolitana, nas rodovias Presidente Dutra (BR-116), Washington Luiz (BR-040) e Niterói-Manilha (BR-101).

Fonte: Jornal O Globo


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo