Novas tecnologias: CNT apoia regulamentações isonômicas e justa concorrência de mercado

Confederação reitera que isonomia do mercado não pode ser prejudicada nem deve ocorrer desestabilização dos modelos de negócios tradicionais


A Confederação Nacional do Transporte (CNT) reconhece que o avanço da inovação traz novos modelos de negócios amparados em tecnologias mais acessíveis à realidade atual. Com isso, defende a regulamentação isonômica dos serviços de transporte rodoviário de passageiros (individual ou coletivo) e de cargas, que incorporem avanços tecnológicos e incentivem a qualidade do trabalho oferecido à população, desde que seja assegurada a justa concorrência entre os segmentos de mercado. Segundo o presidente da CNT, Clésio Andrade, “sob a ótica concorrencial e do consumidor, não há elementos econômicos que justifiquem a proibição da atuação de novos agentes no mercado de transporte individual de passageiros”. Ao apoiar a regulamentação dos serviços, a Confederação reitera que a isonomia do mercado não pode ser prejudicada nem deve ocorrer desestabilização dos segmentos e dos modelos de negócios tradicionais. “O novo panorama para o setor de transporte requer conjugar serviços profissionais de excelência com tecnologias inovadoras, que coloquem os transportadores na vanguarda”, afirma Clésio Andrade.


Fonte: Agência CNT de Notícias


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo